Vacinas

As vacinas protegem seu melhor amigo de muitas doenças e são necessárias para garantir uma vida longa e saudável. É fundamental passar em uma consulta assim que se adquire um filhote, seja ele comprado ou ganhado, com ou sem raça definida. Neste primeiro atendimento, o médico veterinário irá orientar sobre o calendário de vacinação do filhote. Veja nossos artigos sobre Luxação patelar

Para os felinos, devem ser aplicadas duas doses da vacina V4, que protege contra as seguintes doenças: panleucopenia, rinotraqueíte, calicivirose e clamidiose. Recomenda-se que a primeira dose seja feita a partir de 9 semanas de vida e a segunda dose entre 3 e 4 semanas depois. Animais pertencentes a grupos de risco podem receber até três doses da V4. Apenas animais saudáveis devem ser vacinados.

A vacinação dos cães é mais complexa e inicia-se com a vacina V10, que auxilia na prevenção de dez doenças incluindo cinomose, parvovirose, hepatite infecciosa canina e leptospirose, entre outras. A primeira dose deve ser aplicada em filhotes sadios a partir de 6 semanas de vida, com dois reforços, que devem ser feitos com 3 a 4 semanas de intervalo. A V10 requer ainda um reforços anuais, assim como a V4. Já a vacina da Raiva, deve ser aplicata tanto em cães quanto em gatos, em dose única, a partir de 4 meses de vida, com reforço anual. Seu cão pode ainda ser vacinado para pneumonia, giárdia e leishmaniose. Converse com seu veterinário. Veja nossos artigos sobre Ligamento cruzado

2. A sarna demodécica é contagiosa para o homem ou para outros animais?

A doença não é transmitida para o homem. O ácaro Demodex pode ser transmitido de um animal para outro, especialmente em locais onde há muitos animais confinados, entretanto, a doença não se desenvolve se o animal não tiver nascido com a predisposição genética. Ou seja: o ácaro é transmissível para outros animais, a sarna demodécica não.

3. Quando devo suspeitar de sarna demodécica em meu animal?

A sarna demodécica pode provocar queda de pelos, vermelhidão na pele, descamação, áreas escurecidas e crostas. A doença pode ser agravada por infecção bacteriana secundária, com presença de pus e sangue. Em geral, as lesões não coçam, exceto se quando há infecção bacteriana. Entretanto, a sarna demodécica precisa ser corretamente diagnosticada, pois há outras doenças de pele que apresentam os mesmos sinais. Procure um médico veterinário. Veja nossos artigos sobre Veterinário

4. Existem raças mais predispostas à doença?

Sim. Em geral, as raças puras são mais predispostas à doença e algumas das raças mais diagnosticadas com sarna demodécica são: Afghan Hound, Beagle, Boston Terrier, Bulldog, Boxer, Chiuahua, Cocker Spaniel, Collie, Doberman Pincher, Dachshund, Lhasa Apso, Pug, Rottweiler, Pastor Alemão e Sharpei, entre outros.

5. Como é feito o diagnóstico?

O diagnóstico definitivo é obtido com um exame relativamente simples, que pode ser realizado no próprio consultório veterinário. O exame parasitológico não é um exame doloroso e pode ser feito por um veterinário treinado para escolher a técnica e colheita da amostra. Veja nossos artigos sobre Veterinário de gatos

6. Quais os fatores que podem agravar a sarna demodécica?

Qualquer estresse que o animal sofra pode agravar a doença. Má nutrição, cio, parto, outras doenças

parasitárias, doenças hormonais, quimioterapias, câncer e imunodepressor. É fundamental que todos os animais portadores de sarna demodécica sejam castrados.

7. A sarna demodécica tem cura?

Com o tratamento correto, a doença tem cura clínica, ou seja, os sintomas podem regredir e o animal viver normalmente, entretanto, a sarna demodécica pode reaparecer em situações de estresse imunológico e o animal precisará ser tratado novamente.

8. Quais os tratamentos disponíveis?

Existem diversos tratamentos disponíveis no mercado, alguns antigos e que podem até intoxicar seu animal. Mas existem também terapias inovadoras, seguras e eficientes, que vão desde banhos terapêuticos até medicações orais e/ou injetáveis. O importante é nunca medicar seu animal sozinho pois você pode agravar a sarna demodécica. A Clínica Veterinária TotalVet conta com médico veterinário especializado em dermatologia, capacitado para diagnosticar e tratar afecções de pele.

Este site está protegido pela Lei de Direitos Autorais. (Lei 9610 de 19/02/1998), sua reprodução total ou parcial é proibida nos termos da Lei.